Pages

sábado, 7 de novembro de 2009

Confissões

Eu confesso: chorei por você. Não fui forte, madura, inteligente o suficiente como eu pensei que fosse. Me incomodei com o nada, com o abismo enorme se abrindo entre a gente e a minha insignificância perante ele para reverter a situação. Sofri com o que eu li, com o que eu vi, com o que não era da minha conta. Acordei de um sonho e desabei porque não havia príncipe, não havia sequer um homem ali. Ele era só um garoto imaturo ou talvez nem tanto. Quem sabe soubesse exatamente o que fazia. Soubesse que estava me prendendo e me colocando friamente dentro de um jogo que eu não sei jogar. Fui só uma presa fácil. Tá legal, não era para ter me apaixonado. Eu tentei isso o tempo todo, mas eu não consegui. Foi sem querer, como tudo que aconteceu. Não tinha programado e não estava no script da minha vida. Nem sei se eu quis assim ou se era para ser assim. Já não sei que diabos estou dizendo, a única certeza que tenho é que já me perdi dentro de você e está difícil encontrar o caminho para sair. A luz que eu tinha, se apagou quando seus olhos se fecharam frente a mim e a felicidade que você me dera foi embora com a mesma rapidez que se instalou. Eu não consigo entender, não consigo enxergar, não consigo nem desistir...

"Espera aí!
Nem vem com essa história
Eu nem quero ouvir
Não dá pra te esquecer agora
Como assim?"

(Vai - Ana Carolina)

9 comentários:

ericaferro disse...

Primeira vez aqui! :D

Ah, adorei esse texto.
Por que será que me identifiquei tanto?
Não sei, mas só sei que me identifiquei.
Adoro Ana Carolina. *-*

Beijo, Tayane.

Rissellie disse...

Amei o texto, simplesmente lindo

Ana Paula disse...

Porque eu amo tanto os seus textos? Será porque eu já tenha passado por situações parecidas, e por isso me identifico com seus textos? Acho que sim.
Já passei por situação parecida, de me apaixonar por quem não devia e depois me ver diante de um abismo sem fim. É mesmo ruim quando isso acontece, hoje dou graças a Deus que isso tenha passado e eu já tenha superado.
E com você também vai ser assim (yn).

Super beijo.

Bertonie disse...

Só resta a pergunta;
Valeu a pena?

Tiêgo disse...

Tipo, Tay, você é mara até contando suas paixões não correspondidas - ou pelo menos foi assim que eu entendi. Mas coração é tudo igual, nunca escolhemos a coisa certa, mas as erradas parecem ter um gosto melhor do que o normal *-*

Ain, vai mandar a página pra mim? A de papel ou a internética - na falta de uma palavra melhor - ?
Ah, eu sabia que você não podia responder mesmo. Você é mais ocupada do que eu, e eu já aprendi a reconhecer isso! shaushuahsua - tipo, você nem precisa dar explicações a mim. Mas pelo menos sei que você é uma linda que se importa em me dar satisfações *-* isso me faz me sentir tão importante *-*

Tay, você é mais mara do que pizza de catupiry com frango. sauhsuahsuahs
Queria inventar um apelidinho legal... Minha loirinda *-* shaushuahsu/ te amo ♥

Ana Paula disse...

É, se todas as pessoas praticassem essas pequenas coisas todos os dias, o mundo ficaria muito melhor e mais PINK *-*.

Bruna Rodrigues disse...

Eu também gosto de Reik, mas nem vi o show deles no Grammy ;/.

Acho super legal quem consegue se expressar o que sente em palavras, especialmente as coisas mais complicadas. ;D

cн૯ℓуηнα disse...

Adorei o texto e soh a Ana pra deixaoloo perfeitinho
amuh ela de paixao parabens pelo post

' iiisa! disse...

Tayane!

Já faz tempo que eu vejo alguns textos que vc escreve, mas esse mexeu muito comigo!

Parabéns por escrever tão bem =D