Pages

terça-feira, 8 de junho de 2010

Culpa

Perdi minha habilidade de sofrer. Não consigo mais derramar nenhuma lágrima que não seja de alegria. Não consigo mais fechar a cara por nada que não valha realmente a pena. Acho que a culpa foi dele. Se ele não tivesse aparecido talvez eu nunca tivesse aprendido a me amar acima de tudo e, principalmente, a dar valor a quem merece. Ele me abriu os olhos para enxergar além de mim. Me fez ver lá dentro da minha alma. Descobri depois dele que eu posso e devo achar felicidade nas pequenas e simples coisas da vida. Desliguei-me, graças a ele, de todas as mágoas e aprendi a perdoar. Foi pela falta de amor dele que eu descobri o que era amar.

Um comentário:

Del disse...

Nossa que coisa mais linda, temos que nos amar acima de tudo, confesso que ainda não aprendi isso, mas lendo seu breve relato, percebi que nunca é tarde. Um dia chegará minha vez!!