Pages

quinta-feira, 4 de março de 2010

Estranha confusão

Há dentro de mim um furacão. Uma mistura de sentimentos distintos prestes a explodir. Não há como saber de onde vem e, muito menos, para onde vai. É só alguma coisa meio inexplicável. Ou nem tanto assim. Na verdade é só uma coisa bem humana mesmo e conhecida por todos: medo. Sensação capciosa que coloca meus nervos a flor da pele e me desafia a todo momento incansalvemente. Quer me fazer cair, pedir para sair e desistir de tudo. Para que seguir em frente? Há perigos aqui e ali, por que enfrentá-los? Sussurra sorrateiro. Me desafia a dar o próximo passo. Ora consegue me conter. Mas em outras tantas não consegue me parar. E ai me vejo perdida nessa confusão. Tiro a pedra do meio do caminho ou deixo o medo me vencer e volto ao meu ponto de partida? Pulo, enfrento o obstáculo ou deixo o medo me lembrar que já cai ali e, por isso, é melhor não tentar de novo? Insistente esse sentimento. Tanto que me faz aprender com ele. Quem tanto insiste uma hora há de conseguir.

---
Leitores amados, estou com os comentários atrasados e bem ausente do blog. O fim do TDB e algumas outras coisas pelo meio do caminho me deixaram sem vontade e sem tempo de vir aqui. Mas eu adoro escrever e eu não vou desistir, nem abrir mão desse meu cantinho. Portanto, vou tirar o final de semana para arrumar tudo por aqui, responder os comentários atrasados e, quem sabe, dar uma carinha nova para o blog a fim de começarmos juntos uma nova jornada.

4 comentários:

Tania Girl disse...

o importante é vencer o medo sempre!
bjos

Del disse...

Lindo texto!! Que bom que voltou... saudades suas!! Beijos!!

Juh soy... disse...

Não podemos deixar que o medo nos vença.
Se queremos muito algo, temos que correr atrás.

cн૯ℓуηнα disse...

Sua vontade e inspiraçao voltaram calma que volta..Adorwei o texto.
BJinhooss