Pages

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Eu não sei...

Fingir que sou doce quando sinto raiva; rir quando tudo que eu mais quero nessa vida é desabar em lágrimas; ser simpática com alguém que eu não fui com a cara; não duvidar das pessoas; acreditar na inocência de certos atos. Não sei manter a calma quando o chão sai debaixo dos meus pés; pedir ajuda quando eu tenho problemas; desistir mesmo quando sei que é impossível; xingar quando estou brava. Não sei controlar meus sentimentos, parar meus pensamentos e concordar com alguma coisa só porque a sociedade diz que é legal. Não sei não ser desse jeito, não esbravejar quando vejo algo errado, manter a linha em certas situações. Eu não sei andar nos trilhos, respeitar todas as regras, seguir os caminhos que querem que eu siga. Não sei ser diferente, mais femenina, menos entusiasta, menos cabeça na lua. Na verdade, acho que eu não sei mesmo é ser menos! Não sei jogar como a maioria das pessoas, abaixar a cabeça para as injustiças, ignorar as mazelas mundanas e as da minha própria vida. Não sei ser mais um peão no xadrez do dia-a-dia, me movendo de um lado para o outro do jeito que as pessoas e as situações ao meu redor querem ou impõem. Não sei passar despercebida, calar quando quero gritar, fechar os olhos e tapar os ouvidos. E isso é só metade de tudo que não sei.

5 comentários:

Wilian Bincoleto Wenzel disse...

Ai ai...

Confesso que até me arepiei quando li este trecho: "Não sei ser mais um peão no xadrez do dia-a-dia, me movendo de um lado para o outro do jeito que as pessoas e as situações ao meu redor querem ou impõem."

Rsrs'

Formidável! O mundo precisaria de mais pessoas como você, mas pensando bem, fiquemos nós com este difícil papel, apenas nós! (;

Beijo Doce!

Wilian Bincoleto Wenzel disse...

p.s: E obrigado pela visita e pelo comentário super rico em argumentos! (; Danilo realmente escreve muito!

Um Beijo em seu coração!

SHINE * disse...

Isso é ter personalidade.. muito bom!
como sempre, adorei seu texto!

Beijos

Jeniffer Yara disse...

É devemos ser quem somos,e não o que querem que sejamos,e se tudo isso é o que o você não sabe,imagina o tudo aquilo que você sabe,por que tudo que você não sabe,é quase tudo que não sei também,o que sei e o que voê concerteza deve saber também é ser você mesma!!! Lindo pots niña...

Bjs

Ellen disse...

E quem segue as regras? Se tenho algo que realmente odeio é seguir regras...
O mundo precisa de mais pessoas assim como você! Estar disposto a lutar pelo seu ideal. De levantar a cabeça quando uma dificuldade barra o caminho. É uma pena serem poucos os que não resistem a pressão...

Gosto do blog, gosto de como escreve, Um beijo e se cuide!