Pages

sábado, 5 de setembro de 2009

Um eu sem mim!

Esquisita como só eu consigo ser, vivo em um dilema comigo mesma. Não sei se me amo ou me odeio mais. Tenho uma elevada auto-estima na frente dos outros, mas não suporto minha imagem no espelho. Meu nariz é desproporcional, o peito é pequeno e eu sou praticamente albina. Podia ser diferente e, por muitaJustificars vezes, eu penso que é. Mas, me martirizo tanto com isso que fiz desses os maiores defeitos em mim. Ninguém repara, mas eu sim! O incomodo é tanto que eu passo por cima das qualidades que dizem que eu tenho como o sorriso que todos elogiam, o pulso firme e a sinceridade que muitos invejam e os olhos azuis que muitos se perdem. Só que eu não vejo nada disso. Nada me atrai e eu acho que viveria muito bem longe de mim. Mas se eu não fosse exatamente assim, talvez, nao tivesse conquistado os amigos que me cercam, as pessoas que me amam e para as quais eu sou importante. Porque no fundo não importa a altura da sua auto-estima, importa aproveitar e se jogar de cabeça na vida. Afinal sempre vai ter alguém no mundo que te ame do jeitinho que você é!

*Post para o site do TDB: Eu me amo [?]

5 comentários:

Jeniffer Yara disse...

Aham concordo (como sempre) com tudo que disse niña,tipo não importa se sua auto-estima está alta ou não,sempre vai ter alguém que te ame do jeito que é..E é preciso sempre sempre aproveitar a vida..!E cara voc~e conseguiu ficar 3 dias sem net! gente eu iria direto pra uma lan house! haushaushuas Não aguentaria!Rs
Bjs

Vi disse...

Dps visita, comenta, segue o meu blog, sei lá, qualquer coisa assim, RS!
http://www.seavidalhederumlimao.blogspot.com/
;*

dayeteu disse...

Meniiiina kékéissoo? kkkkkkkkk
claro que a gt sempre ve uma coisinha ou outra q podia ser melhorada neh? rsrs Mas acho que, resumindo, eu me amo siim

Vamos lá, momento merchan: HAM HAM - brincadeira... kkkkkkkkk
Detesto meu cabelo, meu nariz é de panela, mas no fundo, eu me adooro! rsrs
Vamos lá.. grande auto-estima.. ;)
Abraço
http://dadayzone.butterock.com/

Ana Paula disse...

Thaaay, adorei esse post!
Devemos nos amar do jeito que somos, afinal fomos feitos assim, e nossos pais e amigos nos amam do jeito que somos, quer coisa melhor?

Eu, por exemplo, de vez em quando tenho esses complexos em frente ao espelho, as vezes me olho e não gosto do que vejo, um rosto com espinhas, os dentes com aparelhos, o nariz um pouco grande, e o fato de ser baixinha. Mais sempre tem aquelas pessoas que dizem "adoro seu sorriso", "você é bonita", "você tem um corpão", aii eu já começo a me ver de outra forma, mais aceitável oasaoisoas.

super beijo :*

Lucas Lima disse...

muito boa reflexão sobre "a auto-estima" nem tão alta assim, rs
Bjs e bons dias