Pages

quinta-feira, 24 de abril de 2008

De porque as pessoas amam...

Porque as pessoas amam? Essa é uma das dúvidas mais cruéis da sociedade contemporânea, ou seria, o que as pessoas amam?

Há algum tempo, estamos observando uma grande e ingrata inversão de valores na sociedade contemporânea. Quando tínhamos tudo para evoluir, resolvemos, como bons seres humanos, retroceder alguns passos, aliás muitos passos.

Se por um lado conquistamos a lua, desenvolvemos novos rémedios, desvendamos a cadeia de DNA e passamos anos discutindo a paz mundial e a pobreza, por outro perdemos completamente a noção de um simples sentimento: o amor.

Nunca na história se ouviu falar tanto em ódio ou tanto na banalização do amor como hoje em dia. Sabe aquela coisa de você olhar para alguém e dizer: - Nossa! Achei alguém para amar? Pois é estamos quase vivendo um leilão de corações e um festival de "te amos" como se fossem moedinhas de 10 centavos, daquelas que você tem muitas e não vê a hora de descartar.

Será que as pessoas não conseguem perceber a força de um amor? Você ama alguém não pelo que ela ou ele tem, mas pelo que ele é! Você ama alguém pelo mínimo, pelo pouco, pelo que só você vê e ninguém mais! Você só diz eu te amo para quem faça seu coração disparar, sua mao gelar e seu corpo todinho estremecer como se você não fosse mais o dono dele.

Você só diz eu te amo, porque você não consegue olhar para aquela pessoa e dizer algo diferente disso, você só diz eu te amo quando, e se, entregar-se de verdade.

Um comentário:

Renato disse...

"Será que as pessoas não conseguem perceber a força de um amor? Você ama alguém não pelo que ela ou ele tem, mas pelo que ele é! Você ama alguém pelo mínimo, pelo pouco, pelo que só você vê e ninguém mais! Você só diz eu te amo para quem faça seu coração disparar, sua mao gelar e seu corpo todiinho estremecer como se você não fosse mais o dono do seu corpo."

SEN-SA-CIO-NAL.